Adicionar Guia Gratis Brasil ao Google

Guia Gratis Brasil » Gravidez » 8 passos para evitar o parto prematuro

8 passos para evitar o parto prematuro

Tweet Comentar

Diariamente conhecemos mulheres que estavam grávida e que a vinda do bebê foi adiantada, por motivos diversificados, como saúde, falta de cuidados. Mas que isso não aconteça existem hábitos e atitudes capazes de reduzir o risco do bebê chegar antes da hora. Quer saber quais são eles?

1° – O primeiro de todos é ficar longe do álcool: pois o consumo de bebidas alcoólicas durante a gestação pode ter efeitos nocivos para a criança, incluindo retardo mental, dificuldades de aprendizagem, defeitos na face e problemas de desenvolvimento. Isso acontece porque a substância chega ao feto na mesma concentração presente no líquido amniótico, afetando diretamente o desenvolvimento celular. A mesa recomendação vale para os cigarros e os medicamentos em geral.

2º – Mantenha uma dieta equilibrada e nutritiva: lembre-se de incluir nutrientes variados no cardápio e seguir uma alimentação rica em frutas e fibras. Por outro lado, fique cada vez mais longe das fontes de gordura saturada e de colesterol. Evite carnes gordas, pele de frango e molhos à base de cremes de leite.

3° – Faça exercícios físicos: comprovado pela medicina a atividade física ao longo da gestação beneficia o bebê e favorece o trabalho de parto por fortalecer a musculatura do assoalho pélvico, entre outras vantagens. Sem falar que ajuda o corpo da mãe a voltar à forma mais rápido depois do nascimento do bebê. Mas atenção, a autorização e o acompanhamento do médico são imprescindíveis, porque é importante saber qual o tipo de exercício é mais indicado para cada período da gravidez.

4º – Nunca se esqueça da vitamina B12: esta vitamina presente em laticínios, carnes magras, ovos e cereais, é o nutriente responsável pelo desenvolvimento do sistema nervoso e dos glóbulos vermelhos do bebê. E ainda a substância pode evitar problemas na formação do feto. Mas antes de tudo, pergunte ao seu médico se a dosagem da vitamina está garantida na sua dieta, sendo que em geral, os suplementos nutricionais indicados para as gestantes costumam traze-la associada ao ácido fólico.

5° – Certifique-se de que a vacinação está em dia: doenças como sarampo podem adiantar a chegada da cegonha, além de colocar a saúde do bebê em risco. Para evitar este problema, o melhor é garantir a imunização antes mesmo de engravidar. Aliás, a vacina antissarampo não é recomendada durante a gestação. Já a antitetânica e a contra difteria, por exemplo, pedem reforço justamente nesse período.

6° – Avise o médico logo que souber da gravidez: essa é quase obvia, não é? Mas ainda sim vale correr o risco e repetir. Há mulheres que deixam para procurar um obstetra quando a gravidez já está em andamento. Na verdade, deveriam tomar esse tipo de atitude logo ao saber da gestação, pois quanto mais cedo o pré-natal for iniciado, melhor para a mãe e para o desenvolvimento do feto. Junto do acompanhamento do especialista, doenças, infecções e outras disfunções serão tratadas precocemente. Um exemplo simples é a aids, onde o diagnóstico no início pode evitar a transmissão do vírus HIV para o bebê.

7º – Revele ao seu obstetra o seu histórico de saúde: pois é ele quem cuidará da sua saúde nos próximos meses e inclui a do seu bebê. Nada mais justo, então, do que informa-lo detalhadamente sobre as doenças e reações alérgicas que você teve no passado, assim com o histórico de males da sua família e de seu marido. De diabete a pressão alta, de obesidade a talassemia, tudo deve ir à tona nesse levantamento.

8º – E por último, tome ácido fólico: essa vitamina é essencial para proteger o bebê de malformações e danos no sistema nervoso. A recomendação é que se consuma a substância até mesmo antes da gravidez. Durante o primeiro trimestre, aumente a dose para 400 microgramas diários, o que dificilmente se consegue por meio apenas de alimentação. Daí porque em muitos casos a ingestão de suplementos vitamínicos seja indispensável.

GD Star Rating
loading...
8 passos para evitar o parto prematuro, 1.5 out of 5 based on 2 ratings
Tweet
Tweet Comentar
8 passos para evitar o parto prematuro

Palavras relacionadas

, parto, passos, prematuro

Artigos relacionados

Mais informações por email

Deixe seu comentário sobre 8 passos para evitar o parto prematuro

Seu comentário será avaliado